Preparar a Yamaha DT 180 para trilhas

A Yamaha DT 180 é considerada a Rainha das Trilhas por sua vocação Off Road. Moto leve e de fácil manuseio, com pequenas alterações torna-se uma verdadeira guerreira das trilhas, sendo ainda, apesar de sua fabricação ter sido interrompida há anos, a moto mais utilizada nas trilhas brasileiras. Será a Yamaha DT 180 para trilhas a melhor moto?

Contando com motor 02 tempos refrigerado a ar e uma potencia declarada de 16 CV, freios dianteiros e traseiros a tambor, é a moto mais barata do mercado a disposição dos trilheiros. Tem como ponto fraco o desempenho nos trechos de alta alem do sistema de freio dianteiro a tambor. A DT 180 Z conta com freio dianteiro a disco, o que melhora sensivelmente a eficiência das frenagens.

Preparar a Yamaha DT 180 para trilhas

Preparar a Yamaha DT 180 para trilhas

Como pontos fortes podemos destacar seu baixo custo de manutenção, sua resistência e durabilidade natural, fatores importantes a considerar numa moto de trilha.

Preço estimado R$ 1000,00 a R$ 2500,00.

Preparação básica da Yamaha DT 180 para trilhas

Em primeiro lugar, retire todos os equipamentos e acessórios como, piscas, guidão, lanternas, coroa, faróis, painel de instrumentos, retrovisores, pedaleiras do passageiro, punho de luz (punheteira), pneus e para-lamas originais e guarde tudo numa caixa para proteger da umidade.

Modificações e instalações

A Yamaha DT 180 não é fabricada para enfrentar todas as adversidades das trilhas, portanto a lista abaixo de modificações contém diversas sugestões de equipamentos que você pode instalar para deixar sua moto DT 180 preparada para as trilhas.

  • Prolongador de suspensão dianteira e traseira
  • Pneus fora de estrada (de cravos)
  • Number Plate
  • Farol para trilha
  • Para-lama dianteiro e traseiro para Off Road
  • Guidão reforçado para enduro ou cross
  • Protetor de guidão de espuma (proteção do peito e queixo)
  • Protetor de mãos e manete (tipo concha ou envolvente)
  • Protetor de motor (caso sua moto não tenha)
  • Filtro auxiliar de combustível entre a torneira e o carburador
  • Troca do filtro de ar por um de espuma
  • Retirada ou corte da tampa protetora do pinhão
  • Desativação do Sistema Autolub nas motos 2T para mistura óleo x gasolina direto no tanque

E ainda, como opcional para melhoria do desempenho ou segurança:

  • Troca de Pinhão original por um de 13 ou 14 dentes com coroa maior e reforçada.
  • Relação 13 x 52 ou 14 x 48 são as melhores
  • Capa de disco de freio dianteiro
  • Troca da corrente original por uma reforçada
  • Capa de banco anti-derrapante
  • Adesivos e pinturas esportivos, para dar um destaque à moto

Caso não tenha prática ou conhecimento para efetuar as alterações e fazer as instalações com segurança, recomendamos que esta preparação seja feita por um profissional ou oficina especializada, garantindo uma boa qualidade final do serviço e evitando possíveis quebras e futuros problemas mecânicos indesejáveis nas trilhas.

Já preparou sua Yamaha DT 180 para trilhas? Conta para nós nos comentários abaixo.

FONTE: http://www.trilhadoverde.com.br

11 comments for “Preparar a Yamaha DT 180 para trilhas

  1. rafael
    9 de dezembro de 2012 at 9:06

    o amigo .quanto custa para retificar um motor de yamaha dt 180?obg.

    • Douglas Vicente
      4 de agosto de 2013 at 16:16

      Boa tarde cara, tava visitando o site e vi sua pergunta. Eu fiz o motor da minha DT 180 a pouco tempo, e com as peças, retífica e serviço do mecânico ficou em R$730,00.

  2. 20 de fevereiro de 2013 at 11:43

    Bom,se vc for fazer o motor todo,com mao-de-obra e tudo + fica por volta de R$600,00…Isso se vc for usar prças de melhor qualidade!!!

  3. ricardo tozo
    23 de abril de 2013 at 9:48

    Tenho uma agrale 200 e preciso faser uma manutencao no motor qual setia o lugar certo

  4. cesar
    22 de maio de 2013 at 12:15

    ola bom dia gostaria de saber onde posso comprar essa relação coroa, corrente e pinhão 13 x 52 obrigado.

  5. Guilherme Salvi
    1 de julho de 2013 at 0:21

    So nao sou a favor da retirada do autolub o_O sendo q ele lubrifica com maior eficiencia o conjunto pistao, aneis e vira brequim do q o oleo 2T direto na gasolina, mais se alguem puder me responder sem ignorancia a nescessidade de remove-lo agradeço.

    • luis
      4 de setembro de 2013 at 17:55

      guilherme salvi a retirada do auto lubre tem como finalidade evitar chatices, pois todos os donos de dts sabem k o autolubre tem tendencia a deixar de funcionar. basta esta pequena avaria para gripar todo o motor.no meio da trilha nao convem haver avarias muito menos deixar de trabalhar por completo, pois e um longo caminho ate casa.

  6. eduardo
    7 de setembro de 2014 at 16:19

    Comprei uma DT a pouco tempo,mas o motor já não é o 180 original,esta com um motor de RDZ 135 recém trocado pistão ,anéis,biela e juntas,moto 86 ,está muito forte porem surrada das trilhas mas não é pra menos,já fazem mais ou menos 8 anos que está fora de circulação,mas documentada,espero que me traga muitas felicidades e momentos bons assim como o meu Fusca 1970 baixinho…são duas paixões que tenho,meu fusca rebaixado e completamente restaurado e agora minha motinha de trilha … hahaha muito bom .Abraços

  7. jo
    8 de dezembro de 2014 at 16:38

    comprei uma dt 180 era tudo que eu queria to muito feliz kkk

  8. joão marcos
    11 de dezembro de 2014 at 20:48

    comprei uma dt 180 z e gostaria de prepara-la. quanto fica para fazer todas as modificações?

  9. joão marcos
    11 de dezembro de 2014 at 20:54

    tenho uma dt 180 z e gostaria de prepara-la. quanto fica para fazer todas as modificações?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *