Tudo sobre a CRF 250

Isso acontece todos os anos, as marcas sempre lançam um modelo novo de suas motos e deixam os motoqueiros radicais de plantão entusiasmados para ter uma. E para 2014, isso foi exatamente o que aconteceu com a Honda CRF 250 R. Depois de ver melhorias apenas limitadas ao modelo de 2013, enquanto seu irmão mais velho a CRF 450 R recebeu um novíssimo pacote duplo escape, chassis, motor e suspensão, nós sabíamos que grandes novidades estavam sendo preparadas na loja para o lançamento da CRF 250 R.

A moto chegou ao mercado com um cilíndro de 249cc, cinco velocidades, freios à disco, e pesando 104 kg!

CRF 250

Como esperávamos, a nova máquina é totalmente nova e está a cara da CRF 450 R! Na verdade, as duas motos compartilham muitas peças, incluindo o plástico e subframe. Assim como os novos apetrechos, o motor da 250 R é atualizado com uma nova cabeça de cilindro, pistão, e uma maior taxa de compressão, todos com o objetivo de agregar uma melhor agilidade e direção para quem está guiando ela.

A moto também apresenta  um novo sistema de injeção de combustível PGM-FI que injeta duas vezes durante o ciclo do motor! Além disso, a moto tem uma nova transmissão, mais robusta.

Talvez a melhor melhoria, no entanto, é a mais aparente, que é o chassis e a carroçaria. Tal como a sua irmão mais velha, o chassi da CRF 250 R é projetada para melhorar a movimentação movendo a massa da moto mais para o centro. Os radiadores são montados na parte inferior, enquanto a dupla saída de escape ajuda a ir mais fundo melhorar a movimentação. O amortecedor traseiro é um modelo Showa também. Outras atualizações para a moto incluem um tanque de combustível de maior capacidade, de 1,5 litros para 1,66 litros. Essa é uma boa melhoria, não é mesmo?

Desempenho no trilha

O motor realmente melhorou ao longo do ano passado. Na hora de ir para a terra, a moto bate mais forte e puxa para o midrange muito mais forte, enquanto que o topo de gama de excesso de rotação não é prejudicado. É importante notar que, também nas áreas de areia profunda, a moto puxou muito bem e colocou o poder para o chão imediatamente.

CRF 250

O manuseio é muito parecido com o da CRF 450 R, no entanto, com uma sensação muito mais leve. O que é essencial para quem quer andar com ela na cidade também!

Em retas ásperas, a moto permanece super firme e inspira confiança, enquanto nas curvas tem bastante autoridade. O chassi e a suspensão dão uma sensação muito bem equilibrada. Por fim, a sensação geral do chassis e ergonomia estão abertos e confortáveis.

 A sentença final

Eu ainda tenho uma abundância de testes para fazer com a CRF 250 R, no entanto, o meu passeio inicial à bordo da moto foi impressionante e emocionante. Pelo que pude perceber, a potência foi melhorada, a manipulação é previsível, e o novo chassis da moto dá uma sensação muito confortável.

Talvez um pouco negativo fique por conta da necessidade do piloto ser alto. Eu tenho 1,75 metros e a moto é alta demais para mim. Se você quer curtir ela 100%, é melhor que você seja um jogador de basquete! Você precisa ter no mínimo 1,90 de altura, ou mais.

Não podemos deixar de lado também a nova integrante da família, a CRF 250 L, que vem direto das fábricas tailandesas e, infelizmente, com um preço muito mais elevado do que o normal. Ela pode ser encontrada no Brasil por R$18.490, enquanto que a sua rival numero 1, a Yamaha Lander 250, está por aí por R$12.290!

A CRF 250 L é uma moto que você pode usar também na cidade, portanto pode ir usando ela até a sua trilha, o que dispensa o uso do carretão. Chegando na trilha é só colocar os equipamentos e curtir a natureza!! Veja mais sobre a CRF 250 L diretamente no site da Honda.

De modo geral, a CRF 250 X, por exemplo, é uma moto sensacional, e serve perfeitamente para aqueles pilotos que tem um porte físico melhor e a manha para pilotar uma moto desse porte!

Assista o vídeo de um piloto com a sua CRF 250!

E ai? Vai encarar alguma das CRF 250? Me conte nos comentários o que você acha!

Atenção antes de comentar

  • Verifique se a sua pergunta já foi feita por outro visitante. Não respondemos perguntas duplicadas.
  • O prazo médio para respondermos é de 7 dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *