Regras para o trilheiro

O site brasileiro de trilheiros Clubedatrilha.com.br criou uma espécie de manual de regras para o trilheiro que todos devem seguir nas trilhas. Vale a pena dar uma lida:

  • Esteja com a moto sempre em ótimas condições para não ficar na mão.
  • Preocupe-se com seu companheiro que vem atrás, olhe sempre que possível e sinalize os perigos do trajeto com os braços.
  • Máxima atenção ao ultrapassar, só o faça em locais seguros ou quando o trilheiro da frente der sinal.
  • Ajude sempre quem está em situação difícil na trilha, uma hora pode ser você.
  • Respeite a propriedade alheia, feche sempre porteiras e colchetes. Cultive relações amigáveis com os proprietários das terras onde circula, depende deles aceitar ou não sua passagem.
  • Não ande na cidade como estivesse numa trilha, respeite as leis de trânsito, atenção redobrada em área urbana, diminua a velocidade sempre que avistar alguém ou cruzar uma vila.
  • Pilote sempre bem equipado. Use a cabeça! Não vai sair batendo ela ai em qualquer lugar.
  • Prepare-se fisicamente, a trilha exige muito esforço físico e pode ser desgastante a ponto de causar fadiga.
  • Não tome bebida alcoólica antes ou durante a trilha, lembre-se que não é fácil resgatar alguém no meio do nada.
  • Esteja sempre nas trilhas, só se aprende com a prática.
Regras para o trilheiro - manual de conduta nas trilhas de moto
Regras para o trilheiro – manual de conduta nas trilhas de moto

Mais regras para o trilheiro…

Tem mais alguma regra para o trilheiro que acha que deveria ser adicionada a lista acima? Deixe nos comentários abaixo.

9 comentários em “Regras para o trilheiro

  • 28 de fevereiro de 2013 em 15:59
    Permalink

    Prezados.
    Como proprietária de sítio, gostaria de saber se posso proibir a passagem de trilheiro dentro de uma plantação de palmito.
    Fui conversar amigavelmente com os mesmos, e, eles me informaram que existe uma lei ambiental que os permite e os protege para fazer a trilha em qualquer passagem de empregado dentro da plantação.
    Realmente existe e qual é essa lei?

    Resposta
    • 22 de abril de 2013 em 0:59
      Permalink

      171!!… a sua propriedade é voce quem controla, a não ser que tenha uma rua que atravesse ela. Os caminhos que existem dentro dela para ir de um lugar a outro sao exclusivamente seus.

      Resposta
    • 16 de fevereiro de 2014 em 12:16
      Permalink

      meta bala, pois a propriedade é sua, eles que são intrusos!

      Resposta
  • 27 de abril de 2013 em 1:56
    Permalink

    vamos acelerar no rally do sol

    Resposta
  • 27 de abril de 2013 em 1:59
    Permalink

    rally do sol galera a equipe napressao vai acelerar em salinas””

    Resposta
  • 11 de fevereiro de 2014 em 18:51
    Permalink

    e o oq fala a legislaçaode transitosobre motos de trilha trnsitar pela area urbana

    Resposta
  • 7 de junho de 2014 em 7:44
    Permalink

    Eu concordo plenamente com a proibição de trilheiros, motos ou pick ups em áreas de proteção ambiental, sinto pelos participantes mas é extremamente desagradável passar dias ouvindo o barulho das motos, a destruição das estradas e o lixo deixado. Em minha propriedade estou providenciando placas com a proibição desta passagem. Já tentei falar várias vezes com os organizadores destes eventos mas somos ignorados mesmo sendo proprietários das terras. Tais terras estão em área de proteção ambiental inclusive e mesmo que não estivesse é particular e porisso posso proibir. Alguem sabe o que é tentar descansar e ininterruptamente ouvir a passagem de centenas de motos por todo um dia ou um final de semana? Ver os animais silvestres sumirem de sua propriedade pois o barulho e o transito os espantam? Os encanamentos e manqueiras são quebrados para que os participantes tomem agua! Dá para acreditar? Desculpe-nos mas os trilheiros são extremamente antipáticos a nós!!!!

    Resposta
  • 27 de novembro de 2014 em 22:00
    Permalink

    Tenho uma moto de trilha mas não esta em dias tem algum problema

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *